BYD lançará SUV elétrico Yuan Plus no Brasil em breve a preço ‘competitivo’

 31 total views

A fabricante chinesa de veículos elétricos BYD deve lançar outro carro no Brasil nos próximos meses. O escolhido deve ser o SUV Yuan Plus. O carro promete oferecer um bom conjunto de equipamentos por um preço mais “acessível” para a categoria.

A informação é da InsideEVs Brasil, que afirma ter confirmado a chegada do carro ao país com fontes da BYD. O Yuan Plus foi lançado em agosto do ano passado na China e chegará a outros mercados globais em breve.


Na semana passada, o SUV elétrico fez sua estreia oficial no Salão Automóvel de Paris para o mercado europeu, onde a BYD anunciou uma grande ofensiva de veículos elétricos com o lançamento do Yuan Plus, que será chamado de BYD Atto 3.

O modelo é construído na base e-Platform 3.0, uma arquitetura elétrica desenvolvida pela própria BYD. As baterias são do tipo blade, que prometem maior segurança e durabilidade. O SUV tem capacidade para cinco ocupantes.


O painel de instrumentos digital é de 5″, e o carro tem um painel ‘limpo’ com poucos botões físicos e uma tela grande para a central multimídia com 12,8″ (15,6″ opcional), que é giratória e possui rede 4G e uma série de formulários.

O trem de força é composto por um motor elétrico de 150 kW (204 cv) e 31,6 kgfm, que promete acelerar de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e atingir velocidade máxima de 160 km/h. A bateria tem capacidade de 60 kWh e oferece uma autonomia de 420 km.



Automóveis





economia e mercado
07 de outubro




Chery est carros de luxo





Tecnologia
04 de outubro



Por fim, de acordo com o dentro de EVs, O SUV elétrico compacto da BYD já foi registrado no Brasil e está em fase final de testes de adaptação. O lançamento deve acontecer dentro de algumas semanas, mas o preço oficial ainda não foi divulgado pela marca.

No entanto, o BYD Yuan Plus foi lançado na Europa por 38.000 euros, cerca de R$ 194 mil em conversão direta e sem impostos. Com isso, podemos esperar um preço final entre R$ 260.000 e R$ 280.000, ainda competitivo para este segmento.