Casos de Covid-19 aumentam e alertam para nova onda de vírus no Brasil

 19 total views

dados de Instituto Todos pela Saúde (ITpS) apontam para uma aumento de testes positivos para Covid-19 no Brasil nas últimas semanas. O aumento nos registros pode estar relacionado à contaminação pela nova subvariante do ômicron, BQ.1.

De acordo com informações divulgadas pela BBC News Brasil, testes positivos encontrados em laboratórios privados do país passaram de 3% para 17% em menos de um mêsum aumento de 566%, o que provocou um alerta para uma nova onda.


A Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) informou que dos 14.970 testes realizados de 17 a 23 de outubro, 2.320 (15,5%) tiveram resultado positivo para Covid-19. Na semana anterior, a taxa havia sido de 9,36%.

São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso se destacam com os maiores aumentos do país. Informações do jornal Folha de São Paulo também indicam que as internações na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por Covid-19 também aumentaram.



Notícias falsas sobre Covid-19 continuam rendendo dinheiro para canais do YouTube, diz estudo





segurança
07 de novembro




segredo





segurança
07 de novembro


Entre os dias 17 e 31 de outubro, as internações no estado aumentaram 46%, na região metropolitana de São Paulo cresceu 73,7% no mesmo período, a taxa é 40% superior à registrada há duas semanas na mesma região.

Especialistas apontam que, além da retirada de alguns protocolos de segurança, como o uso de máscaras, o período eleitoral e o retorno ao trabalho e eventos presenciais podem estar colaborando para a divulgação.


O alerta aumenta com a chegada do final do anoo que pode contribuir ainda mais para um aumento de casos, podendo levar a um aumento de internações e óbitos, mesmo estando em “situação de possível controle” da pandemia.

Por fim, vale destacar que, apesar de quase 80% da população brasileira ter recebido duas doses da vacina contra a covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde, menos de 50% foram imunizados com uma ou duas doses de reforço, essencial para o processo de imunização.