Abuso de poder? Google e Apple são investigadas por duoplio no Reino Unido

 144 total views

Os desenvolvedores argumentam que as práticas da Apple são altamente prejudiciais, pois restringem a publicação de aplicativos de jogos em nuvem na App Store, como o Xbox Game Streaming para usuários do Game Pass Ultimate, que precisam usar o Safari para jogar na nuvem.

Essa prática faz com que os desenvolvedores tenham que lidar com custos adicionais para desenvolver plataformas web e resolver bugs que não são encontrados em aplicativos nativos.

Sarah Cardell, executiva-chefe interina da CMA, comentou as alegações:

Muitas empresas e desenvolvedores da web do Reino Unido nos dizem que sentem que estão sendo retidos pelas restrições impostas pela Apple e pelo Google. Quando o novo regime de Mercados Digitais estiver em vigor, é provável que resolva esse tipo de problema.

A maior preocupação do CMA é que essas práticas reduzam a liberdade de inovação dos desenvolvedores, que se consideram reféns das plataformas e de suas regras abusivas.

Em resposta, o Google diz:

O Android oferece às pessoas uma maior variedade de aplicativos e lojas de aplicativos do que qualquer outra plataforma móvel. Ele também permite que os desenvolvedores escolham o mecanismo de navegador que desejam e tem sido a plataforma de lançamento para milhões de aplicativos.

Google e Apple também defendem que muitas dessas restrições são necessárias para garantir a segurança do usuário, o que também terá de ser comprovado em tribunais europeus. A expectativa é que a investigação e os procedimentos legais sejam concluídos em 18 meses, mas pode levar anos até que os órgãos reguladores implementem leis para impedir práticas como essas.